ENTREGA RÁPIDA E SEGURA

Entrega para todo o país

MELHORES PREÇOS

Tudo para deixar o conforto ao seu alcance

COMPRE PELO TELEFONE

19-3037.6890 (Seg-Sex 09h-12h30 | 13h30-18h) *Exceto Feriados

CHAME NO WHATS
19-99640.2596

Carrinho
item - R$0,00

Você não possui itens no carrinho de compras.

Subtotal
R$0,00

+Saúde - Sonambulismo

Sonambulismo

 

 

Sonambulismo ocorre quando, durante o sono, a pessoa realiza tarefas ou movimento mais intensos (como se levantar da cama e andar pelo quarto). Cerca de 15% da população mundial sofre com essa disfunção do sono. Por incrível que pareça, o sonambulismo é muito mais comum em crianças de 3 a 10 anos em média. Não há uma freqüência estimada com que isso acontece. Em alguns casos, pode ocorrer somente uma vez no ano, e em outros, praticamente todas as noites do mês. Os “passeios” podem variar de cinco minutos até uma hora de duração.

O sonambulismo ocorre no período em que o sono está mais profundo, nas fases 3 e 4 do sono. Normalmente, a pessoa se levanta da cama e anda pela casa, desviando de objetos em seu caminho, fazendo tarefas leves de seu dia-a-dia; como abrir e fechar portas, falar... Existem casos um pouco mais extremos como o de um homem que, enquanto dormia, conseguiu escalar uma montanha. Ele só foi recuperar a consciência quando já estava lá em cima. O mais impressionante é que quando os bombeiros foram resgatá-lo, tiveram muita dificuldade para chegar até lá, já que existiam muitos obstáculos e a subida era muito íngreme. Também há o registro de um caso bem antigo que um homem assassinou uma mulher durante esse período de sonambulismo. Mas, alegando insanidade momentânea, o réu foi inocentado. Quando recobra a consciência, a pessoa não se lembra de nada do que possa ter feito.

Várias causas podem ser atribuídas ao sonambulismo. Fatores genéticos, por exemplo. Gêmeos têm 10 vezes a mais chances de ter sonambulismo. Fatores fisiológicos e psicológicos como irritação, traumas de infância, estresse e febre também podem causar sonambulismo. Até mesmo leves disfunções do sono como apnéia (quando a pessoa para de respirar durante a noite), arritmias...

Não existe um tratamento específico para pessoas sonâmbulas. Mesmo por que, depois de alguns anos, os casos vão ficando cada vez mais raros e isso vai desaparecendo com o tempo. Mas, durante os episódios, os familiares da pessoa podem conduzir ela normalmente e com muita calma até sua cama. Não se recomenda acordar bruscamente a pessoa. Procure também não deixar com que uma pessoa que sofre com sonambulismo durma em beliches, pois pode ser perigoso.

Deve-se lembrar que o sonambulismo não é uma doença, mas sim mais uma das disfunções do sono.