ENTREGA RÁPIDA E SEGURA

Entrega para todo o país

MELHORES PREÇOS

Tudo para deixar o conforto ao seu alcance

COMPRE PELO TELEFONE

19-3037.6890 (Seg-Sex 09h-12h30 | 13h30-18h) *Exceto Feriados

CHAME NO WHATS
19-99640.2596

Carrinho
item - R$0,00

Você não possui itens no carrinho de compras.

Subtotal
R$0,00

+Saúde - A influência do sono no esporte!

 

A verdade é que o sono tem grande influência no desempenho esportivo. Um atleta profissional sempre busca superar seus limites, seja em um treino ou em uma competição. Todos os atletas, tanto os “de final de semana”, quanto os profissionais procuram alguma forma mágica de aperfeiçoar seu desempenho em seu esporte  – seja para aumentar a resistência ou apenas para conseguir melhores resultados.
O sono é essencial para o funcionamento das funções fisiológicas e psicológicas do organismo. Enquanto dormimos, o corpo produz hormônios e substâncias que desempenham papéis vitais, portanto, eliminar esse descanso da nossa rotina compromete totalmente o equilíbrio do corpo.
Uma pesquisa testou jogadores de futebol para descobrir se um sono mais longo e profundo melhora o desempenho no campo. O estudo ainda levou em conta as estatísticas das partidas que os atletas disputaram. Esses números foram cruzados com dados das mudanças de humor dos atletas e sua disposição durante o dia. Depois da primeira análise, os jogadores foram aconselhados a dormir o máximo possível, pelo menos 10 horas por noite durante as oito semanas seguintes. Com pelo menos duas horas a mais de sono todo dia, foram encontradas algumas mudanças bastante significativas no desempenho dos atletas.
Embora pareça pequena, estas reduções são realmente impressionantes em apenas dois meses. Como esperado, a sonolência e níveis de fadiga dos jogadores também caíram significativamente.
Além de uma boa alimentação, o atleta precisa ter noites de sono bem dormidas. Todos nós precisamos ter um sono de qualidade para que possamos ter saúde e bem estar. No caso dos atletas, que utilizam seu corpo como ferramenta de trabalho, eles precisam ter uma rotina de noites bem dormidas para repor as energias gastas na prática do esporte. Dormir mal aumenta a atividade da adrenalina no corpo, fazendo com que ele permaneça em estado de alerta e estresse.
Durante o sono perdemos o controle da musculatura da cabeça, portanto, para evitar problemas mais sérios na coluna, deve haver uma preocupação com a postura correta durante toda a noite. O travesseiro correto e de suporte apropriado faz com que a postura de descanso favoreça a anatomia da coluna, além de evitar torções e inflamações dos tecidos, que podem ser lesões extremamente prejudiciais para um atleta.
A posição mais indicada para se dormir é sempre de lado. Não se deve confundir com a posição de fetal, onde se faz uma flexão exagerada em toda a coluna vertebral, prejudicando-a com o passar dos dias. Dormir de forma inadequada pode ser prejudicial para todo tipo de pessoa. Além de interferir no rendimento das atividades diárias, podem-se agravar processos como osteoporose, contraturas e má circulação. Dormir pouco diariamente pode ser ainda mais grave e encurtar a expectativa de vida, desencadeando problemas metabólicos como obesidade e diabetes, aumentando doenças cardiovasculares e diminuindo drasticamente o rendimento físico e mental.
Atletas se dedicam durante muitas horas ao treinamento de condicionamento e força, bem como na elaboração de uma dieta específica voltada ao treinamento na esperança de aperfeiçoar seu desempenho atlético. No entanto, pouquíssimos atletas voltam sua atenção a uma coisa tão simples e básica como os hábitos de sono.
Alguns estudos indicam que o período de sono regular, de 8 horas por noite, melhora as funções e faz com que a síntese de proteínas recupere as fibras musculares, fazendo com que a pessoa fique ainda mais preparado para o esporte e com um ciclo de vida mais saudável.